Seminários - Colóquios - Conferências
Seminários, Colóquios e Conferências
A Divisão de Astrofísica do INPE organiza, semanalmente, seminários que são apresentados no Auditório do Prédio CEA II (INPE), nas terças-feiras às 15:00h. Acontecem também seminários especiais, que podem ter datas e horários distintos dos estabelecidos.

PRÓXIMOS SEMINÁRIOS
PALESTRANTE: Carlos Eduardo Cedeño Montaña - DAS/INPE
DATA: 20/05/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: O Big Bang, a inflação do universo e as ondas gravitacionais

RESUMO: A teoria da inflação afirma que o universo passou por uma fase de expansão ultra-acelerada durante uma minúscula fração de segundo após o "Big Bang". Essa fase produziu um universo extremamente homogêneo e espacialmente plano, além de ter gerado as pequenas flutuações de densidade que deram origem às galáxias e outras estruturas visíveis no universo. Neste colóquio vou ilustrar de que forma a Mecânica Quântica é parte fundamental no mecanismo que gera essas flutuações, e de que forma podemos fazer previsões quanto às observações astrofísicas. Também vou mostrar como esse mesmo mecanismo implica na geração de ondas gravitacionais, cujo impacto pode ter sido observado recentemente pelo instrumento BICEP2 na polarização da radiação cósmica de fundo.
LISTA COMPLETA SEMINÁRIOS 2014
FEVEREIRO
Data Título Palestrante Instituição
04/02/2014 Grupo Universidade de Manchester, UK
MARÇO
Data Título Palestrante Instituição
11/03/2014 Ana Penacchioni DAS/INPE
18/03/2014 Mario Novello ICRA/CBPF
25/03/2014 Flávio D’Amico DAS/INPE
 
ABRIL
Data Título Seminarista Instituição
01/04/2014 Nelson Pinto Neto CBPF
15/04/2014 Adriana Válio CRAAM/Mackenzie
22/04/2014 José Rodrigo Sacahui Reyes DAS/INPE
29/04/2014 José Antonio de Freitas Pacheco Observatório da Côte
D’Azur, Nice, França
       
MAIO
Data Título Seminarista Instituição
06/05/2014 Manuel Malheiro ITA
13/05/2014 Miguel Quartin UFRJ
20/05/2014 Carlos Eduardo Cedeño Montaña DAS/INPE
RESUMOS
PALESTRANTE: Pessoal da Universidade de Manchester, UK
DATA: 04/02/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: BINGO; a project to measure baryonic acoustic oscillations using redshifted 21cm neutral hydrogen emission

RESUMO: With the study of the Cosmic Microwave Background (CMB) radio astronomical observations have initiated the age of precision cosmology. Such observations leave little room to doubt the existence of Dark Energy (DE) and much of the focus of observational cosmology has shifted towards trying to constrain DE. Programmes include large ground-based optical/IR surveys aimed a weak gravitational lensing and measuring BAO, and even more ambitious, space missions, like Euclid. There is a great opportunity for radio observations to make another fundamental contribution by exploiting the redshifted 21cm emission line of atomic hydrogen in distant galaxies to measure the 3-D power spectrum of their spatial distribution. This technique is know as "intensity mapping". BAO are an imprint of the acoustic scale whose size is known from basic physics and therefore the measurement of their angular scale can be used to determine the distance to a given redshift. We have evolved a project (BINGO; BAO from Integrated Neutral Gas Observations) designed specifically for intensity mapping. At its heart will be a 40m diameter static radio telescope with 50 large feed-horns at the focus. It will map a 10 degree wide declination strip using many techniques borrowed from CMB experiments. In the seminar we will summarize the cosmological motivations, present results of simulations we use to optimize the design of the instrument and predict its performance.
PALESTRANTE: Dra. Ana Penacchioni - DAS/INPE
DATA: 11/03/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Multiwavelegth study of GRBs emission

RESUMO: I present the results of the work I have done during my PhD at the University of Rome Sapienza, under the supervision of Prof. Ruffini. I concentrated mainly on data reduction of long GRBs from the Swift and Fermi satellites, and on the interpretation of the data within a theoretical model called the Fireshell model. I present some examples of the application of this model to concrete sources. Later on, this model was further developed into the Induced Gravitational Collapse model, to explain the sub-class of long GRBs associated with a SN explosion. We propose as a progenitor a binary system formed by a CO core and a NS companion. We also compute the relevant parameters of the binary system and apply a phenomenological method to estimate the redshift of this sub-class of GRBs by analyzing their X-ray light curves. This model represents a very powerful tool to predict the occurrence of a SN explosion ~10 days before it's detection in the optical band.
PALESTRANTE: Dr. Mario Novello - ICRA/CBPF
DATA: 18/03/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Teoria Escalar da Gravitação (EGSG)

RESUMO: Recentemente construímos uma teoria da gravitação GSG (Geometrical Scalar Gravity) a partir da modificação da métrica do espaço-tempo em função de um campo escalar (JCAP 2013). Mostramos que os testes tradicionais da gravitação são satisfeitos por essa teoria. A partir dessa formulação em 2012, algumas questões ficaram abertas, tais como a propagação das ondas gravitacionais, a cosmologia, a geração de campo gravitacional forte envolvendo matéria em rotação e a definição de uma expressão local para a energia gravitacional. Nesse seminário irei comentar como essas questões foram resolvidas. Algumas delas, em particular o campo gravitacional de um corpo em rotação, me levaram a introduzir um segundo campo escalar na EGSG (Extended Geometrical Scalar Gravity). Uma tal extensão permitiu o aparecimento de uma conexão inesperada com a física das partículas elementares, a partir da descrição da matéria hadrônica a baixas energias pela equação fundamental de Heisenberg-Nambu-Jona-Lasinio (HNJL). Isto é, a dinâmica do campo escalar que descreve a interação gravitacional é obtida a partir da equação fundamental de HNJL, depois de efetuada a bosonização do campo fermiônico fundamental, o que sugere um caminho novo para a unificação da gravitação com as forças de curto alcance.
PALESTRANTE: Dr. Flávio D’Amico - DAS/INPE
DATA: 25/03/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Testando modelos de Comptonização para 1E 1740.7-2942

RESUMO: A fonte 1E 1740.7-2942 é uma binária de raios X de baixa massa, também uma candidata a buraco negro, localizada nas vizinhanças do centro da Galáxia. Em um estudo (em fase final) liderado aqui na DAS pelo Manuel Ávila, nós buscamos observações simultâneas da fonte para testarmos, com espectros em uma banda larga em raios X, os modelos mais populares de Comptonização existentes. Nós utilizamos neste estudo 3 espectros, de 2 até 200 keV, produzidos por 4 telescópios imageadores diferentes alocados nos satélites XMM e INTEGRAL, ambos da ESA. Vou mostrar neste seminário um breve resumo sobre as motivações deste estudo, algumas observações históricas de 1E 1740.7-2942, bem como os nossos resultados. Nossos resultados concordam com estudos prévios (estes em uma menor banda de energia) , de maneira geral, mas apresentam novas possibilidades de se interpretar a variação espectral da fonte e, possivelmente, de candidatos a buraco negro.
PALESTRANTE: Dr. Nelson Pinto Neto - CBPF
DATA: 01/04/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Impacto e repercussões da detecção de ondas gravitacionais primordiais para cosmologia e gravitação

RESUMO: No último dia 17 foi anunciada a detecção de ondas gravitacionais primordiais pelo experimento BICEP2, realizado no polo sul. Ondas gravitacionais primordiais podem tanto ser geradas por uma fase de expansão altamente acelerada ocorrida no universo primitivo, denominada inflação, quanto em uma fase de contração espacial anterior à presente fase de expansão do Universo. Sua detecção impõe vínculos severos sobre diferentes modelos destas duas categorias, eliminando alguns dos mais populares. Entretanto, contrariamente ao que é propalado pela mídia, nenhum dos dois esquemas citados é favorecido, havendo até uma certa tensão entre estes resultados e os resultados divulgados ano passado pela equipe do satélite Planck em relação ao paradigma inflacionário. Do ponto de vista físico, esta detecção, se confirmada, comprova uma das principais e mais importantes predições da Teoria da Relatividade Geral: a da existência de ondas gravitacionais.
PALESTRANTE: Dra. Adriana Válio - CRAAM/Mackenzie
DATA: 15/04/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Atividade Estelar e Trânsitos Planetários

RESUMO: Durante o eclipse de uma estrela pelo seu planeta em órbita, manchas e outros fenômenos na superfície da estrela hospedeira podem ser ocultados. Isto causará pequenas variações na curva de luz da estrela. A análise detalhada destas variações durante os trânsitos planetários oferece uma riqueza de informações sobre as propriedades das manchas como tamanho, posição, temperatura (isto é, intensidade) e campos magnéticos. Quando múltiplos trânsitos são observados, pode ser possível detectar a mesma mancha estelar em diferentes trânsitos e assim determinar a rotação estelar. Supondo um perfil de rotação estelar com a latitude, por exemplo do tipo solar, também é possível estimar a rotação diferencial da estrela. Ao simular a passagem de um planeta (disco escuro) na frente de uma estrela com várias manchas de diferentes tamanhos, intensidades e posições na sua superfície, as propriedades estelares são determinadas. As curvas de luz de planetas detectados pelos satélites CoRoT e Kepler são analisadas e as características físicas das manchas estelares estimadas assim como a rotação e rotação diferencial das estrelas hospedeiras.
PALESTRANTE: Dr. José Rodrigo Sacahui Reyes - DAS/INPE
DATA: 22/04/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Study and modelling of High Energy Emission from Gamma Ray Bursts

RESUMO: Gamma Ray Bursts (GRBs) are short and intense gamma ray emissions. Some GRBs clearly present a distinct High-Energy (HE) component that evolves independent of the usual Band function. These components are both long and short lasting compared to the burst duration. Most of the models only explain the long duration HE component. Here, I will present the discovery of the first short duration HE component and a leptonic model on the external shock framework to describe both long and short lasting HE component. This model already had been proven in GRB980923 and GRB090926A, the first one with a short duration component and the second one with both long and short HE component. We apply the model to other bursts with encouraging results. We propose that the HE component is composed by two emissions, one of short duration that falls in the MeV regime and in coincidence with the prompt phase, and the second long lasting emission that emits GeV photons. Both could be understood as SSC emission from the reverse and forward shock respectively. This model requires a magnetized jet and a reverse shock in the thick shell case. All fluxes, energies and durations are consistent with the observed values.
PALESTRANTE: Dr. José Antonio de Freitas Pacheco - Observatório da Côte D’Azur, Nice, França
DATA: 29/04/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Quando a vida surgiu no Universo?

RESUMO: Será feita uma breve revisão das condições pré-bióticas e apresentadas as evidências em favor de uma origem extra-terrestre do material pré-biótico. Observações de exo-planetas, quando combinadas com resultados de simulações cosmológicas, permitem supor que os primeiros planetas rochosos tenham surgido há 12,5 bilhões de anos e que condições para o aparecimento da vida no Universo tenham ocorrido há 11,5 bilhões de anos. No cenário proposto, a vida pode ser muito mais frequente no Universo do que se imaginava até então.
PALESTRANTE: Prof. Dr. Manuel Malheiro Departamento de Física - Instituto Tecnológico de Aeronáutica
DATA: 06/05/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: Magnetic Moments of SGRs and AXPs as White Dwarf Pulsars

RESUMO: Some of the most interesting types of astrophysical objects that have been intensively studied in the recent years are the Anomalous X-ray Pulsars (AXPs) and Soft Gamma-ray Repeaters (SGRs), seen usually as neutron stars pulsars with super strong magnetic fields. However, in the last two years, two SGRs with low magnetic fields have been detected. Moreover, three fast and very magnetic WD pulsars have also been observed in the last years. Based on these new pulsar discoveries, white dwarf pulsars have been proposed as an alternative explanation to the observational features of SGRs and AXPs. We discuss here the pulsar magnetic dipole moment m when a model based on a massive fast rotating highly magnetized white dwarf is considered. We show that the values for m obtained are in agreement with the observed range 10^34 emu < m < 10^36 emu and almost spin independent, characteristics of isolated and magnetic white dwarfs. This supports the understanding of SGRs and AXPs as belonging to a new class of very fast and magnetic white dwarfs, in accordance to the recent astronomical observations of white dwarf pulsars.
PALESTRANTE: Dr. Miguel Quartin - Instituto de Física/UFRJ
DATA: 13/05/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: The CMB and our Peculiar Velocity

RESUMO: The Cosmic Microwave Background Radiation (CMB) is one of the most important observables in cosmology. After 3 generations of satellites, adn several dedicated telescopes and balloons, the angular power spectrum has been measured up to multipole ~3000 in temperature and ~1000 in polarization. Curiously, the CMB dipole measure is one of the most difficult as it is degenerated with our peculiar velocity. In this seminar I will show how this degeneracy can be broken by measuring the aberration effect, which induces specific correlations between the "alm" coefficients of the multipole decomposition. This allows an independent measure of our peculiar velocity and was recently confirmed by Planck. Finally, I will show that aberration also contributes to at least two of the so-called "CMB anomalies".
PALESTRANTE: Carlos Eduardo Cedeño Montaña - DAS/INPE
DATA: 20/05/2014
LOCAL: INPE - Auditório do Prédio CEA II
HORA: 15h00

TÍTULO: O Big Bang, a inflação do universo e as ondas gravitacionais

RESUMO: A teoria da inflação afirma que o universo passou por uma fase de expansão ultra-acelerada durante uma minúscula fração de segundo após o "Big Bang". Essa fase produziu um universo extremamente homogêneo e espacialmente plano, além de ter gerado as pequenas flutuações de densidade que deram origem às galáxias e outras estruturas visíveis no universo. Neste colóquio vou ilustrar de que forma a Mecânica Quântica é parte fundamental no mecanismo que gera essas flutuações, e de que forma podemos fazer previsões quanto às observações astrofísicas. Também vou mostrar como esse mesmo mecanismo implica na geração de ondas gravitacionais, cujo impacto pode ter sido observado recentemente pelo instrumento BICEP2 na polarização da radiação cósmica de fundo.
Informações:
JOSÉ WILLIAMS DOS SANTOS VILAS BOAS
jboas@das.inpe.br
(12)3208-7140

Seminários Anteriores
2013 | 2012 | 2011 | 2010 | 2009 | 2006 | 2005 | 2004 | 2003 | 2002 | 2001 | 2000
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE
Av. dos Astronautas,1.758 - Jd. Granja - CEP 12227-010 - Sao José dos Campos - SP - Brasil
Copyright 2014 © INPE/DAS - Todos os direitos reservados.