Seminários - Colóquios - Conferências
Seminários, Colóquios e Conferências
A Divisão de Astrofísica do INPE organiza, semanalmente, seminários que são apresentados no auditório do IAI (INPE), nas terças-feiras às 15:00h. Acontecem também seminários especiais, que podem ter datas e horários distintos dos estabelecidos.
Relação de Seminários para o ano de 2000.
Informações: (12) 3208-7220

Setembro
Data Título Seminarista Instituição
26/09 Marília Jobim Sartori  USP
 
Outubro
03/10 George Emanuel Avraam Matsas UNESP
10/10 Wen-Rui Hu Institute of Mechanics, Beijing, China
17/10 Guy Mathez Observatoire Midi-Pyrenees,  França
24/10 Alexandre Soares de Oliveira  
31/10 Dr. Hugo V. Capelato DAS/INPE
 
Novembro
07/11 Ana Paula Andrade DAS/INPE
14/11 Zhang Chengmin  
21/11 Luiz Carlos Garcia de Andrade UERJ
28/11 Otávio Luiz Bogossian INPE
 
Dezembro
05/12 Paulo Sergio Bretones UNICAMP
12/12 Richard Rothschild Univ. da Califórnia,  E.U.A.
14/12 Gary Steigman Univ. de Ohio, E.U.A.
SEMINARISTA: Marília Jobim Sartori - Depto. de Astronomia do Instituto Astronômico e Geofísico-IAG/USP
DATA: 26/09/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: O cenário da formação estelar na região que se estende de Ophiuchus a Chamaeleon

RESUMO: Analisamos os movimentos próprios, as velocidades radiais e as distâncias das estrelas jovens de regiões de formação estelar e associações OB entre 290° < l < 360°, confrontando-os com as previsões dos modelos de formação estelar global. NNesse intervalo de longitudes galácticas encontram-se regiões formadoras de estrelas de baixa massa (Ophiuchus, Lupus e Chamaeleon) e associações OB (Scorpius Superior, Centaurus Superior - Lupus e Centaurus Inferior - Crux), situadas a distâncias da ordem de 100-200 pc do Sol. Baseados principalmente nos dados do catálogo HIPPARCOS, verificamos que as distribuições no espaço, das velocidades espaciais e das idades das estrelas das associações OB e das estrelas pré-seqüência principal são as mesmas. Concluímos que as duas populações de estrelas possuem uma origem global comum. Nossos dados não são explicados, por exemplo, pelo modelo de formação estelar por impacto de nuvens de alta velocidade no plano galáctico e pela formação estelar seqüencial. Entretanto, o alinhamento das estrelas e das nuvens dessas regiões e o deslocamento das estrelas em sentido contrário ao da rotação galáctica, no referencial do Padrão Local de Repouso, concordam com a formação em um braço espiral próximo.
Topo     
SEMINARISTA: George Emanuel Avraam Matsas – Pesquisador do Instituto de Física Teórica - IFT, UNESP/SP
DATA: 03/10/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Busca por efeitos semi-clássicos de gravitação nas imediações de buracos negros e estrelas relativísticas.

RESUMO: Investigamos como alguns processos envolvendo partículas elementares ocorrendo nas imediações de buracos negros e estrelas de nêutrons são influenciados pela curvatura espaço-temporal. Discutimos, em particular, como nossos resultados podem ser úteis para estimar a emissão de grávitons, i.e. ondas gravitacionais a partir de fontes em órbita de centros massivos.
Topo     
SEMINARISTA: Wen-Rui Hu - Institute of Mechanics - Chinese Academy of Science (CAS), Beijing, China
DATA: 10/10/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Gaseous Theory for Galactic Spiral Structure.

RESUMO: The galactic spiral structure is studied by the gas dynamics of the galactic gas with self-gravitation. The perturbated gravity of stars is not necessary for the existence of such shock. The spiral structure can be explained by the shock solution even in case when the difference of densities between the arm and interarm regions is larger, however, the density wave theory requires a small density defference. The grand design of shock wave with self gravitation is obtained, and the features of shock wave is developed to simulate the evolution of the grand design. A lot of the observed phenomena and classificational features of the galactic spiral structure can be explained by this theoretical model.
Topo     
SEMINARISTA: Guy Mathez - Observatoire Midi-Pyrenees, Centre Nationale des Recherches Scientifiques (CNRS), Toulouse, França
DATA: 17/10/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Quasars as Violent Mergers.

RESUMO: We explore the hypothesis that all Dark Matter Haloes (DMH) contain a Black Hole (BH), and that quasars turn on as any violent merger sufferred by the host DMH drives accretion onto the BH. A few physical hypotheses allow the corresponding luminosity function of quasars to be computed at any redshift.
Topo     
SEMINARISTA: Alexandre Soares de Oliveira, Mestre em Astronomia
DATA: 24/10/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Os períodos fotométricos e espectroscópicos de DI Cru.

RESUMO: DI Cru (=WR46) é a quarta componente da classe de estrelas V Sagittae, classe esta proposta por Steiner & Diaz (1998), que reune sistemas binários galáticos com características fotométricas e espectroscópicas não encontradas entre as variáveis cataclísmicas canônicas. As estrelas V Sagittae podem ser interpretadas como a contrapartida galática das fontes de Raios-X Supersoft (CBSS), identificadas nas Nuvens de Magalhães e em M31. Neste trabalho apresentamos os resultados da análise de dados de fotometria e espectroscopia de DI Cru obtidos nos últimos 4 anos no LNA, com a determinação do período orbital e de parâmetros físicos do sistema e a caracterização do comportamento fotométrico nas diversas escalas de tempo.
Topo     
SEMINARISTA: Hugo Vicente Capelato, Pesquisador Titular da Divisão de Astrofísica-INPE
DATA: 31/10/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Relações de Escala para as Galáxias Elípticas: uma análise puramente fotométrica.

RESUMO: As galáxias Elípticas obedecem a uma relação de escala básica que é o Plano fundamental (PF). O PF correlaciona quantidades fotométricas (Brilho Superficial e Raio Efetivo), com uma quantidade espectroscópica, a Dispersão de Velocidades central. Relações de escala fotométricas, tais como a existente entre o Brilho Superficial e o Raio Efetivo (a chamada relação de Kormendy-Hamabe), são geralmente consideradas como projeções do PF neste subespaço. Neste seminário partimos do fato que o perfil de brilho superficial das galáxias Elípticas é muito bem representado pela lei de Sersic para mostrar que a existencia de relações de escala fotométricas pode ser entendida também como decorrência de 2 leis gerais: 1) a constancia da entropia específica das galáxias elípticas e 2) a relação de Fish, que correlaciona a energia potencial do sistema com a sua massa. Discutimos o significado físico destas leis e como o PF poderia ser explicado a partir delas.
Topo     
SEMINARISTA: Ana Paula de Almeida Andrade, aluna de doutorado da Divisão de Astrofísica - INPE
DATA: 07/11/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Estudos de não Gaussianidade nas Flutuações de Densidade e nas Anisotropias da Radiação Cósmica de Fundo

RESUMO: Os modelos cosmológicos mais bem aceitos para descrever a origem das perturbações primordiais de densidade consideram que a distribuição estatística que melhor descreve o espectro inicial das perturbações é do tipo gaussiana. Entretanto, quando são comparados as previsões teóricas e os parâmetros observacionais encontrados para o espectro de potência das flutuações de densidade e o padrão de anisotropia da radiação Cósmica de Fundo, os resultados não são satisfatórios. É neste contexto que surgem os modelos não padrão que descrevem um espectro inicial de perturbações descrito por uma distribuição não gaussiana que imprime traços significativos nos parâmetros observáveis. Neste seminário, serão abordados os aspectos principais dos modelos de flutuação não gaussiana, discutindo 3 métodos de comparação entre as previsões teóricas, as flutuações de densidade e as anisotropias na Radiação Cósmica de Fundo previstas para o modelo considerado.
Topo     
SEMINARISTA: Zhang Chengmin
DATA: 14/11/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: kHz QPO of X-ray neutron star and black hole from RXTE and Einstein's prediction in the Strong Gravity Regime

RESUMO: With the launch of Rossi X-ray Timing Explorer (RXTE) satellite by NASA, the kHz (1,000 Hz) quasi periodic oscillation (QPO) of X-ray spectra from Low mass X-ray Binaries (LMXB) and Black hole candidates (BHC) have been uncovered, which exhibits the Keplerian orbit motion period of about millisecond, or the orbit information at the radius of about 20 km for the 1.4 solar mass neutron star. The innermost stable circular orbit (three times the Schwarzschild radius) and the Periastron precession of the orbit of the Neutron star and Black hole in the strong gravity region are expected to be uncovered for the first time. It is hopefully predicted that the RXTE satellite of NASA provide the new probe into the surface of the Neutron star and Black hole to detect the predictions of Einstein's General Relativity in the Strong Gravity Region. Further, the detected type-I X-ray burst oscillations (~300 Hz, spin of neutron star), 15-60 Hz QPO, as well as other low frequency QPO and the 2.49 ms X-ray pulsar SAX J 1804.4-3658 are also mentioned.
Topo     
SEMINARISTA: Luiz Carlos Garcia de Andrade, Depto. de Física Teórica da UERJ
DATA: 21/11/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Observações Astronômicas em Cosmologias Alternativas

RESUMO: Procuramos discutir a possibilidade de realizar medidas astronômicas, com base em dados do COBE e experimentos mais recentes, para testar teorias alternativas da gravitação, como a teoria de Brans-Dicke e, principalmente, a teoria de Einstein-Cartan (EC). Alguns tópicos a serem discutidos são: a formação de estruturas e determinação de redshifts nos modelos de universo com dominância de spin; a inflação na teoria de EC.
Topo     
SEMINARISTA: Otávio Luiz Bogossian, Gerente do Segmento Utilização do Programa Brasileiro da Estação Espacial Internacional, INPE.
DATA: 28/11/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: O uso da Estação Espacial Internacional (ISS) para experimentos científicos Brasileiros.

RESUMO: O Brasil é um dos Países envolvidos na construção da Estação Espacial Internacional (ISS) e, como conseqüência desse envolvimento, tem o direito de participar na utilização da estação. O objetivo do seminário é apresentar a estrutura geral da ISS, a participação brasileira na construção da ISS, os direitos que o Brasil tem como contrapartida, os órgãos brasileiros envolvidos e o processo de seleção, preparo e vôo de experimentos. Dois dos locais que o Brasil tem direito ao uso, serão apresentados, o Express Rack e o Express Pallet bem como alguns exemplos de facilidades que estão sendo desenvolvidos por outros participantes.
Topo     
SEMINARISTA: Paulo Sergio Bretones, Depto. de Geociências Aplicadas ao Ensino (DGAE) da UNICAMP
DATA: 05/12/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: Disciplinas Introdutórias de Astronomia nos Cursos Superiores do Brasil.

RESUMO: Neste trabalho é apresentado um panorama dos cursos de graduação das instituições de ensino superior brasileiras que possuem disciplinas introdutórias com conteúdo de Astronomia. Faz-se um estudo do histórico da Astronomia no ensino superior no Brasil e discutem-se os aspectos da Astronomia Introdutória, no que diz respeito aos tipos de disciplina, seus objetivos e programas. Também analisa-se o corpo docente, a partir das seguintes categorias: sexo, idade, formação acadêmica e tempo em que ministra a disciplina. Além disso, é feito um levantamento dos materiais didáticos e das atividades práticas das várias disciplinas.
Topo     
SEMINARISTA: Richard Rothschild - Center for Astrophysics and Space Sciences (CASS), University of California, San Diego, USA.
DATA: 12/12/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: The Rossi X-ray Timing Explorer - Past, Present and Future.

RESUMO: The Rossi X-ray Timing Explorer (RXTE) has had a long and rich history, beginning with the Announcement of Opportunity in 1980, and continuing through launch at the end of 1995 to the present. I will discuss how the preceding missions (HEAO-1, SAS-3, OSO-8, and EXOSAT) influenced the design of the instruments as well as the operations, and the part scientific goals played in developing the requirements and specifications for all aspects of the mission. RXTE began as a collaboration between the Dutch and US, then became a US mission launched by the Space Shuttle. At one time RXTE instruments only were to be carried aloft and astronauts would replace the instruments on an existing spacecraft while in orbit. In the end, RXTE became a Delta-launched free flier on the finest, most capable spacecraft ever built for x-ray astronomy. Finally, I will present some results from RXTE that exhibit its discoveries and unique capabilities.
Topo     
SEMINARISTA: Gary Steigman - The Ohio State University, E.U.A.
DATA: 14/12/2000
LOCAL: Anfiteatro do prédio IAI
HORA: 16h

TITULO: The CMB Challenges in Big Bang Nucleosynthesis.

RESUMO: Primordial nucleosynthesis provides a probe of the universal abundance of baryons (nucleons relative to CMB photons) when the Universe was only a few minutes old. Recent observations of anisotropy in the cosmic background radiation (CMB) measure the baryon abundance when the Universe was several hundred thousand years old. The general agreement between the two measurements represents an impressive confirmation of the standard model of Cosmology. However, as cosmology enters a more mature, precision era, there is a hint that these two determinations may not be in perfect agreement. If this "tension" between big bang nucleosynthesis (BBN) and the CMB persists, the standard model of cosmology may need to be modified. I will describe how an asymmetry between neutrinos and antineutrinos ("neutrino degeneracy") has the potential for resolving the (potential) conflict between BBN and the CMB.
Topo     
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE
Av. dos Astronautas,1.758 - Jd. Granja - CEP 12227-010 - Sao José dos Campos - SP - Brasil
Copyright 2014 © INPE/DAS - Todos os direitos reservados.